GRU Airport anuncia expansão dos armazéns de cargas

GRU Airport anuncia expansão dos armazéns de cargas
Foto: Fábio Passalacqua

A GRU Airport anunciou duas novidades no setor de cargas para o Aeroporto de Internacional de Guarulhos.

De acordo com a administradora, a primeira envolve o novo projeto que contempla uma área total de cerca de 200.000 m². O local já está passando por obras e deve atrair novos players do mercado, incluindo freight forwarders, ground handlers e também companhias aéreasA segunda, que já está disponível desde janeiro deste ano, é o serviço de Transshipment, trânsito internacional de carga, exclusivo no Brasil.

Juntos, os novos parques logísticos I e II terão aproximadamente 200 mil m² de área bruta locável (ABL) com acesso Ar e Terra. Desta forma, o processo de carga e descarga de aeronaves será agilizado. Sob gestão da Brookfield Properties, os projetos estão em fase de desenvolvimento.

“Estamos vivendo um momento oportuno, devido ao efeito conjugado do aumento de área para armazenagem e dos novos modelos de negócio, que nos deixa numa posição ímpar para atrair e fixar novos players de mercado e fomentar a competitividade da cadeia logística aérea no Brasil. Os novos armazéns permitem trazer para dentro do Aeroporto novos parceiros que operam no mercado local e no mercado regional, potencializando GRU como um hub regional e global. Fruto desta expansão, novas empresas aéreas cargueiras olham para GRU e para o Brasil numa operação mais eficiente e racional”, afirma João Pita, Diretor Comercial e de Cargas da GRU Airport.”

Os investimentos, que custaram um valor estimado de R$ 560 milhões, permitirão um aumento na capacidade de armazenagem, também permitindo a abertura de um novo fluxo de carga internacional. Esta mudança revoluciona os fluxos de carga na América do Sul e permitirá a GRU assumir-se em definitivo como um polo logístico estratégico no Brasil e em toda a região.

Em janeiro deste ano, o Aeroporto de Guarulhos registrou a movimentação de 20,3 mil toneladas de cargas. No ano passado, o número total ficou em torno de 310,8 mil toneladas.

-> ASSINE AQUI A FLAP INTERNATIONAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *