Instituto Brasileiro de Asas Rotativas surge com a missão de convergir conhecimentos e esforços para o desenvolvimento e segurança do setor

Instituto Brasileiro de Asas Rotativas surge com a missão de convergir conhecimentos e esforços para o desenvolvimento e segurança do setor

As asas rotativas vivem crescimento notável no Brasil. O país tem encontrado nos helicópteros a solução ideal para um transporte ágil e versátil, tornando esses equipamentos indispensáveis em diversas aplicações. Em pouco tempo, esse mercado viverá mudanças significativas com a iminente chegada dos eVTOLs.

Os desafios presentes nessa transição motivaram a criação do IBAR, Instituto que reunirá empresas, associações, autoridades e profissionais do setor em uma discussão abrangendo os múltiplos aspectos do desenvolvimento sustentável e seguro da mobilidade aérea vertical.

Segundo Diego Medeiros, presidente do IBAR, o objetivo é “unir as principais mentes do setor para refletir sobre as dificuldades e buscar soluções que contribuam para uma transição segura, considerando as questões de infraestrutura, mão de obra, pesquisa, tecnologia e etc”.

“Toda inovação gera inicialmente algum desconforto e até desconfiança. Queremos usar o nosso networking e conhecimento em favor da união e desenvolvimento do mercado, favorecendo a indústria e a sociedade”, completa Medeiros.

O Instituto atuará na promoção de um debate profundo e abrangente por meio de eventos, como seminários, palestras e workshops. “Atuaremos como um think tank, uma organização independente e plural, que contribuirá para a segurança e acessibilidade da aviação vertical no Brasil”.

Os interessados em participar devem acompanhar as redes sociais do IBAR, onde o Instituto fará a divulgação de sua agenda de conteúdos e eventos.

IBAR e VAI juntos pelo desenvolvimento do setor 

A Vertical Association International (VAI), antiga HAI, acaba de declarar apoio ao IBAR. Em vídeo gravado recentemente, o presidente e CEO da VAI, James Viola, ressalta a importância da criação do IBAR e confirma a parceria nas iniciativas adotadas pelo Instituto no Brasil. 

Sem dúvida, é um grande parceiro para o IBAR, na missão de convergir conhecimentos e esforços em prol do desenvolvimento e segurança do setor. Os benefícios desta parceria são inúmeros e impactarão diretamente no mercado brasileiro de asas rotativas, através da troca de experiências, pesquisas, treinamentos, eventos etc.

VAI: Vertical Aviation International, antiga Helicopter Association International (HAI), é uma associação comercial profissional sem fins lucrativos com representação em 68 países. Desde 1948, a VAI fornece aos seus membros serviços que beneficiam diretamente as suas operações e promovem a indústria de helicópteros civis, fornecendo programas que aumentam a segurança, incentivam o profissionalismo e promovem a funcionalidade dos helicópteros na sociedade. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Últimas