Há 20 anos, o Concorde se despedia dos céus e era aposentado

Ontem (24), completou-se 20 anos da última decolagem do supersônico Concorde em um voo regular com passageiros. O icônico jato partiu de Nova York para Londres, colocando um ponto final em 27 anos de serviço.

Desenhado e produzido em conjunto pelas fabricantes Aérospatiale/BAC, o Concorde entrou em serviço comercial no dia 21 de janeiro de 1976 com a British Airways e também com a Air France. A aeronave brilhou e foi carro-chefe nas rotas entre Paris/Londres, na Europa, e Nova York/Washington DC, nos Estados Unidos, e cruzava o Atlântico Norte em aproximadamente 3 horas, cerca de 4 ou 5 horas a menos do que os jatos convencionais como o Boeing 747 ou o Airbus A340. O recorde ficou nas mãos da British Airways. No dia 7 de fevereiro de 1996, o Concorde da companhia completou a etapa de Nova York para Londres em 02 horas 52 minutos e 59 segundos, percorrendo 6.035 km a uma velocidade média de 2.010 km/h.

IMG 0004
Foto: Arquivo Flap

Capaz de voar duas vezes mais rápido que a velocidade do som, o Concorde atraía olhares por onde passava e pousou em diversos locais ao redor do mundo, inclusive aqui no Brasil. As cidades Brasília, São Paulo, Foz do Iguaçu, Recife já receberam o modelo, que durante um período ficou também fixo na linha Paris-Dakar-Rio de Janeiro.

O icônico jato, que era sonho de muitos, mas acessível para poucos devido ao alto preço das passagens aéreas, teve sua imagem afetada no início dos anos 2000. No dia 25 de julho de 2000, o Concorde da Air France de matrícula F-BTSC colidiu com detritos na pista e caiu instantes depois de decolar do Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. Pouco mais de um ano após o acidente, aconteceram os atentados do 11 de setembro, que paralisaram a aviação. O Concorde já estava ficando veterano no mercado e a combinação das crises com os altos custos operacionais e de manutenção fez com que as empresas British Airways e Air France decidissem deixar de voar com a aeronave.

Aerospatiale BAC Concorde 101 Air France AN0839842
Foto: Wikimedia

A Air France deu o primeiro passo e realizou o último voo do modelo no mês de maio de 2003. Na British Airways ele voou por mais alguns meses e o voo final foi marcado para o dia 24 de outubro de 2003.

No dia anterior (23/10/2003) o jato pousou pela última vez, com passageiros, no Aeroporto JFK, em Nova York. Na tarde do dia 24, às 16h05 (local) o Concorde da British Airways pousava no Aeroporto London Heathrow, em Londres, com 100 passageiros a bordo, incluindo celebridades. A aeronave foi recebida com um batismo de despedida colorido e por uma multidão que aguardava o seu último pouso, que aconteceu logo após outros dois Concordes da companhia pousarem em Heathrow, um vindo de Edimburgo e o outro de um voo panorâmico pelo golfo da Biscaia. Terminava aí os 27 anos de serviço comercial do emblemático jato supersônico.

Após a realização da última operação comercial, o Concorde ainda efetuou alguns voos, a maioria deles em traslados para outros aeroportos ou museus onde as aeronaves se encontram preservadas até hoje.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Últimas