60 anos do primeiro voo do DHC-5 Buffalo

60 anos do primeiro voo do DHC-5 Buffalo
Foto: FAB

Desenhado pela canadense De Havilland Aircraft of Canada Limited, o DHC-5 Buffalo está completando 60 anos desde sua primeira decolagem. A aeronave tem uma impressionante capacidade de pousos e decolagens em pistas curtas e ficou bastante conhecida no Brasil por sua operação na Força Aérea Brasileira.

O projeto do bimotor surgiu de uma demanda das Forças Armadas dos Estados Unidos para uma aeronave de transporte tático capaz de operar em pistas curtas e de diferentes tipos de terreno. Outra exigência era ter a mesma capacidade de payload do helicóptero CH-47A Chinook.

A fabricante desenvolveu o Buffalo a partir do projeto do DHC-4 Caribou, mas com quase o dobro da capacidade. Quatro protótipos foram produzidos para os testes e o primeiro voo aconteceu em 9 de abril de 1964.

Arctic Sunwest Charters de Havilland Canada DHC 5A Buffalo

As primeiras entregas ocorreram em 1965 e os quatro protótipos foram pela U.S. Army. Posteriormente, a Royal Canadian Air Force encomendou 15 exemplares. O Brasil adquiriu 24 unidades do modelo para substituir os Fairchild C-82 Packet e recebeu seu primeiro Buffalo em 1968.

Em terras brasileiras, o bimotor ganhou o designativo C-115 e operou diversos tipos de missões, principalmente na região amazônica, incluindo o difícil resgate do voo Gol 1907. Após 39 anos de serviço, a Força Aérea Brasileira desativou o Buffalo em 2007 com a entrada em cena dos C-105 CASA. Mais recente, foi a vez do Canadá, que retirou a aeronave de serviço em 2022.

De Havilland Canada CC 115 Buffalo DHC 5D Canada Air Force AN0361368

Pouco mais de 120 exemplares do DHC-5 Buffalo foram produzidos. Nas mãos da Viking Air Ltd, o projeto do Buffalo quase foi revivido com uma versão NG, mas acabou não se concretizando.

-> CLIQUE AQUI E ASSINE A FLAP INTERNATIONAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *