Relembre: o Embraer 145 na frota da Passaredo

Relembre: o Embraer 145 na frota da Passaredo
Foto: Renato Spilimbergo

Era 2008 quando a Passaredo (atual Voepass) fez um anúncio que mudaria a dinâmica de sua frota e malha aérea. Em novembro daquele ano, a empresa revelou que incorporaria, a princípio, dois jatos Embraer 145 em suas operações. A informação foi divulgada na sede da Passaredo, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Naquele momento, a frota da companhia era composta por seis E120 Brasília.

Chegada

Meses após a revelação, em abril de 2009, o primeiro jato pousou em sua nova casa: o Aeroporto Leite Lopes. De matrícula PR-PSF, a aeronave iniciou sua trajetória em 1997 na British Regional Airlines como G-EMBA. A chegada do primeiro Embraer 145 marcou também outra novidade na Passaredo: a estreia de um novo visual. A pintura majoritariamente branca deu lugar a um atraente esquema onde tons de amarelo e cinza eram as cores predominantes e se misturavam desenhando curvas na fuselagem da aeronave.

Naquele momento, o Aeroporto de Ribeirão Preto passava por reformas, incluindo um novo terminal de passageiros, o que ajudaria a Passaredo a ampliar sua malha na cidade.

Em maio chegou o segundo: PR-PSG. No Brasil, somente a Rio Sul havia operado comercialmente o modelo e a Passaredo estava dando uma nova vida ao E145 no País. Ainda em 2009, a empresa decidiu incorporar novas unidades e mais dois chegaram naquele ano: PR-PSH e PR-PSI.

Ampliação do mapa de rotas

Com capacidade para 50 passageiros e mais velozes, os jatos permitiram com que a Passaredo explorasse o mapa do Brasil de Norte a Sul. Até junho de 2011, a empresa incorporou outras 11 unidades, totalizando 15 em operação.

O mapa de rotas da companhia cresceu de forma considerável e diversos destinos foram inaugurados, como Porto Alegre, Recife, Londrina, Ji-Paraná, Barreiras, Palmas, Sinop, Alta Floresta, Belém, Cascavel, Araguaína, Fortaleza, entre muitos outros.

passar1
Mapa em setembro de 2011

Entre novembro de 2010 e novembro de 2011, a Passaredo voou com um Embraer 135, passando a ser a única linha aérea brasileira até hoje a operar o modelo comercialmente. De matrícula PT-TJA, o bimotor ajudou a empresa a fortalecer sua malha, que nesse período superava os 20 destinos.

Em 2011, a Passaredo decidiu aposentar os seus Embraer Brasília e padronizou sua frota somente com jatos.

Além de proporcionarem crescimento à empresa, os E145 também ganharam o público com a sua agilidade e conforto.

Flight Check na Flap

Em 2009, Gianfranco “Panda” Beting embarcou em dois trechos nos jatos da Passaredo: Guarulhos-Ribeirão Preto-Curitiba. A publicação saiu na Edição 441 da Flap.

Na avaliação Panda deu 8,5 de nota final, destacando a pontualidade, serviço dos comissários e check-in com nota 10.

“Foi o meu primeiro voo na Passaredo. Estava curioso e não saí decepcionado. Ao contrário, as impressões foram as melhores possíveis. Conversando com os executivos da companhia, percebe-se que estão compromissados com a prestação de serviços que aliem segurança e qualidade. Os novos jatos ERJ também ajudarão muito, não somente a ampliar a malha da companhia, como também a percepção junto ao público de que a Passaredo veio para ficar. Deu até rima com o slogan: Passaredo, a sua companhia no ar.”

Gianfranco Beting

Capas da Flap

Os E145 da Passaredo também foram capa em algumas edições da Revista Flap, como a 439:

CAPA 439

Pinturas Especiais

Ao longo de sua permanência na Passaredo, alguns Embraer 145 receberam adesivagens especiais:

  • PR-PSF: Rally dos Sertões
  • PR-PSH: Cerveja Skol
  • PR-PSK: Barretos
  • PR-PSO: Rio Negro & Solimões
  • PR-PSR: 60 Anos Esquadrilha da Fumaça
  • PT-PSS: 60 Anos Esquadrilha da Fumaça

Em 2012, a empresa realizou um emblemático voo sobre a região de Ribeirão Preto, onde o jato de matrícula PT-PSS voou acompanhado da Esquadrilha da Fumaça. Confira fotos:

Fim do Embraer 145 na Passaredo

Também em 2012, a empresa anunciou que incorporaria turboélices ATR 72-600 em sua frota. De início, a informação é de que eles não iriam substituir os E145. Naquele ano, a empresa entrou em recuperação judicial e alegando a alta do preço do combustível e a concorrência acirrada, a Passaredo decidiu aposentar todos os jatos da Embraer.

Eles começaram a deixar a frota da companhia de forma gradual em setembro de 2012. Em 2014, a operação da Passaredo já era somente de ATR 72s. O primeiro deles, PR-PDA, havia chegado em maio de 2012.

Assim terminaram os cerca de 4 anos do Embraer 145 na frota da Passaredo. Saíram de forma discreta e deram lugar aos turboélices franco-italianos, que a empresa (Voepass) opera até hoje.

Lista de matrículas

Modelo Matrícula Data de entrega (Passaredo) Status atual
Embraer 145 PR-PSF Abril 2009 Estocado como N255EC
Embraer 145 PR-PSG Maio 2009 Desmontado em Kingman (2018)
Embraer 145 PR-PSH Agosto 2009 Ativo na fastjet Zimbabwe como Z-FJF 
Embraer 145 PR-PSI Julho 2009 Ativo na Solenta Mozambique como C9-BBM 
Embraer 145 PR-PSJ Junho 2010 Acidentado em 2010 em Vitória da Conquista
Embraer 145 PR-PSK Abril 2010 Estocado como N855HK
Embraer 145 PR-PSL Maio 2010 Estocado como N834HK
Embraer 145 PR-PSM Junho 2010 Estocado como N829HK
Embraer 145 PR-PSN Julho 2010 Estocado como N853HK
Embraer 145 PR-PSO Dezembro 2010 Estocado como N854HK
Embraer 145 PR-PSP Janeiro 2011 Estocado como N856HK
Embraer 145 PR-PSQ Dezembro 2010 Ativo na Cronos Aviation como 3C-MAQ
Embraer 145 PR-PSR Fevereiro 2011 Ativo na fastjet Zimbabwe como Z-FJG
Embraer 145 PR-PST Abril 2011 Operando pela ONU como 5Y-CAV 
Embraer 145 PT-PSS Junho 2011 Desmontado
Embraer 135 PT-TJA Novembro 2010 Ativo na Airlink como ZS-SUV

Você voou em um Embraer 145 na Passaredo? Conte para nós:

-> ASSINE AQUI A FLAP INTERNATIONAL

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Últimas