Adiamento das taxas de navegação aérea na Europa visa ajudar as companhias aéreas em dificuldades

Eurocontrol diz que seus membros concordaram com o diferimento como parte de um pacote financeiro para fornecer suporte à liquidez das operadoras

Até 1,1 bilhão de euros em pagamentos de tarifas de navegação aérea na Europa estão sendo adiados sob um acordo destinado a ajudar as companhias aéreas que sofrem com o impacto do surto de COVID-19. A organização pan-europeia de navegação aérea Eurocontrol diz que seus membros concordaram com o diferimento como parte de um pacote financeiro para fornecer suporte à liquidez das operadoras. Os dados da associação para 43 países integrantes na região mostram que o tráfego havia caído mais de 90% em 33 deles no último dia 5 de abril, em comparação com o ano anterior. O Eurocontrol calcula as tarifas de rota para a navegação aérea combinando um fator de distância com um fator de peso da aeronave e uma taxa unitária específica do país, que tem uma grande variação em regiões como a Suíça e o Reino Unido, que cobram valores mais altos do que a Hungria, Chipre e os países bálticos. A partir de janeiro deste ano, o cálculo do fator de peso foi revisado, com base no peso máximo de decolagem certificado da aeronave que realiza o voo, em vez do MTOW médio certificado de todas as aeronaves do mesmo tipo. O Eurocontrol estimava anteriormente que as tarifas de rotas em 2020 totalizariam 8,2 bilhões de euros. Mais informações no portal www.iata.org.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Últimas