Rotas e frota: explore o panorama atual da flyCAA – Dezembro 2023

A330 com a pintura da FlyCAA pousa no Nordeste brasileiro
Obs: a aeronave da foto não é o Airbus que realizou os voos para o Nordeste. Foto: Luc Verkuringen via Flickr

Criada em 1991 como Compagnie Africaine d’Aviation (CAA), a empresa, que é atualmente a maior em quantidade de aeronaves da República Democrática do Congo, foi renomeada em 2013 como flyCAA após a fusão com a FlyCongo.

Mesmo banida de voar para a Europa por não atender aos requisitos mínimos de segurança definidos pela Agência Europeia, em 2021, a flyCAA incorporou um A330-200 com intenção de voar para Bruxelas. Para conseguir contornar a restrição, a aérea congolesa pretendia registrar o bimotor em outro país e operá-lo com tripulantes expatriados. No entanto, o fato não se concretizou e o A330 ganhou o registro 9S-ASJ.

Ao longo de sua trajetória, a companhia operou com o BAC 1-11, MD-82, MD-83, Fokker 100, A321, entre outros. Hoje, são onze aeronaves em sua frota, de cinco diferentes modelos. Confira mais detalhes:

Frota

A flyCAA deve incorporar mais um A330 em breve em sua frota. A aeronave será arrendada em regime de wet lease, possivelmente para cobrir o A330-300 9S-ABS, que está estacionado em Lubumbashi desde agosto deste ano após um incidente.

Modelo Matrícula Idade
Fokker 50 9Q-CAB 30,8 anos
Fokker 50 9S-ABL 33 anos
ATR 72 9S-AAD 21,8 anos
ATR 72 9S-ABD 19,8 anos
ATR 72 (cargo) 9S-ACE 16,5 anos
ATR 72 (cargo) 9S-AIB 16 anos
A320 9S-ABI 14,6 anos
A320 9S-ABM 14,6 anos
A320 9S-AJS 22,1 anos
A330-200 9S-ASJ 21,1 anos
A330-300 9S-ABS 17,9 anos

De acordo com a programação da companhia, os Fokker 50 não estão realizando nenhuma rota atualmente. A média de idade da frota da flyCAA é de 20,8 anos.

Rotas e destinos

A principal base da flyCAA é o Aeroporto Internacional Ndjili, em Kinshasa, capital da República Democrática do Congo. A malha aérea atual da empresa é limitada somente a voos domésticos. Em 2022, a flyCAA chegou a lançar para Johanesburgo, na África do Sul, mas acabou descontinuando o seu único trajeto internacional. Confira qual é sua malha atual:

  • Kinshasa-Gemena: 4 voos semanais com o A320
  • Kinshasa-Goma: 8 voos semanais com o A330
  • Kinshasa-Kananga: 3 voos semanais com o A320
  • Kinshasa-Kindu: 3 voos semanais com o A320
  • Kinshasa-Kisangani: 3 voos semanais com o A320
  • Kinshasa-Lubumbashi: 11 voos semanais com o A320/A330
  • Kinshasa-Mbandaka: 3 voos semanais com o A320
  • Kinshasa-Mbuji: 5 voos semanais com o A320
  • Kolwezi-Kananga: 1 voo semanal com o A320
  • Kolwezi-Lubumbashi: 6 voos semanais com o A320
  • Kolwezi-Mbuji: 4 voos semanais com o A320
  • Lubumbashi-Kalemie: 4 voos semanais com o A320
  • Kalemie-Goma: 4 voos semanais com o A320
  • Goma-Kindu: 3 voos semanais com o A320
  • Goma-Beni: 4 voos semanais com o ATR 72
  • Goma-Bunia: 5 voos semanais com o ATR 72
  • Goma-Isiro: 1 voo semanal de ATR 72
  • Goma-Kindu: 3 voos semanais com o A320
  • Goma-Kisangani: 7 voos semanais com o A320
  • Beni-Bunia: 3 voos semanais com o ATR 72
  • Beni-Isiro: 1 voo semanal de ATR 72
  • Bunia-Isiro: 2 voos semanais com o ATR 72
  • Kisangani-Isiro: 2 voos semanais com o ATR 72

-> ASSINE AQUI A FLAP INTERNATIONAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Últimas